Mediação de Leitura

A Mediação de Leitura, o contato do público com os livros, é um eixo muito valorizado e que é acompanhado por muitas surpresas.

Patrícia Pereira Leite (2003) costuma dizer que “a idéia é encontrar o outro ‘lá onde ele está’, levando em conta as condições que ele tem naquele momento e dando-lhe a possibilidade de escolher participar ou não” (p.5). O importante aí é a escuta do mediador, a percepção e a disponibilidade para receber cada uma destas pessoas e acompanha-las.

Esta oficina acontece diariamente, em dois turnos (manhã e tarde). Em meio a um tapete e livros, a proposta é proporcionar um momento prazeroso e espontâneo. Faz-se o convite para a leitura e quem quiser pode se aproximar, da maneira que preferir. O resultado é sempre surpreendente, o interesse das crianças e jovens pelas histórias é evidente.

A Mediação de Leitura com Jovens visa realizar leituras coletivas de romances e ou histórias mais longas. Assim, o grupo pode ler junto uma narrativa e refletir sobre ela coletivamente.


Rádio Lê

Este projeto foi criado a partir da parceria com a Escola José Avelino de Melo. As Mediações de Leitura no Radio Lê, acontecem todas as terças-feiras das 14:50 às 15:30. Com um tapete, um cesto de livros e vontade de ler para as crianças, as educadoras do Centro Cultural vão até a escola e numa roda entre livros as crianças dividem o horário de brincar com o “ouvir histórias”.


Li e Gostei

Li e Gostei é uma oportunidade para crianças e jovens indicarem um livro que leram e gostaram muito a outro leitor. É através de um relato escrito anexado em uma das prateleiras da biblioteca que outros leitores podem conhecer suas impressões.


Cadastro e Empréstimos

O público pode se cadastrar no sistema informatizado da Biblioteca para realizar empréstimos de livros sob o prazo de 10 dias para devolução. Existe a possibilidade de renovação (10 dias) e reserva de livros. 


Artesanato

O principal objetivo da Oficina de Artesanato é compartilhar experiências e práticas de trabalho artesanal, promovendo o encontro das mulheres da região rural de Poços de Caldas que tenham este conhecimento e outras que gostariam de aprender. Desta forma, a oficina é um recurso para enriquecer e valorizar práticas ancestrais, criando uma casa de artesanatos e eventualmente uma fonte de renda. Esta oficina visa envolver a comunidade e os participantes da oficina com projetos que envolvam os conhecimentos sobre a arte local.


Brincadeiras

A Oficina de Brincadeiras resgata as brincadeiras de roda e muitas outras da cultura popular.

Cirandas, passeio com os carrinhos puxado por cordas, recolhimento de semente para construção de chocalhos, mandai cui cui, pular cordas, bandeirinha, balança caixão, pique esconde, somos marinheiro do Japão, de maré desci, queimada, um limão dois limões, uma coisa lembra outra, fui ao mercado, eu gosto de você porque, adoleta, espam..espam, a última letra, escorregar na grama, brincar de casinha, fazer comidinha, cuidando do bebê utilizando os materiais achados na própria natureza, :(Bambu, toco de madeira , varas de cana da Índia, entre outros) e muito mais!


Computadores e informática

Os frequentadores do Centro e os visitantes da cidade de Poços de Caldas (Escolas Municipais, Estaduais e Particulares) usufruem de um universo dinâmico e interativo. Muitos deles utilizam os computadores para pesquisa, jogos e notícias diárias.

Frequência: todos os dias (exceto as quintas)


Oficina de Desenho

A Oficina de Desenho acontece todas as quintas-feiras no Anexo do Centro Cultural, compartilhamos com as crianças e jovens várias técnicas e materiais como: giz pastel oleoso, desenho com carvão, pintura com tintas, lápis de cor, aquarela e xilogravura. 

Os educadores do Centro Cultural participaram de uma formação em artes junto ao artista plástico Teodoro Carvalho Dias. Estes encontros contribuíram muito para o planejamento desta oficina.


Fazendo a fita

É nossa meta realizar o projeto Fazendo a Fita que propicia a gravação de um vídeo com a colaboração de todos os participantes na elaboração e realização do roteiro, produção, edição e finalização do material.


Festas


Documentação

Esta oficina propõe que o próprio público (um grupo de crianças e adolescentes)  analise o cotidiano do Centro Cultural e escolha um tema para documentar por meio de fotos e filmagens das atividades e/ou aspectos que chamam a atenção do grupo. Ao final da oficina, os participantes editam um filme.

Este é um registro precioso, pois parte do ponto de vista daqueles que habitam e participam do cotidiano do Centro Cultural. Uma oportunidade para dialogar com o público, registrar e contar a história da instituição. 

Astronomia
(oficinas especiais)

O Astrônomo Walmir Cardoso e sua equipe ministraram esta oficina. Durante um final de semana um planetário é montado no Anexo do Centro Cultural junto atelescópios para observação direta do Céu.  

Este encontro é dividido em três momentos distintos: (1) sessão no planetário para conhecer as histórias e lendas sobre o céu e os astros dos índios brasileiros, (2) observação do céu no telescópio e (3) por fim um bate papo com Walmir Cardoso.  

Trata-se de um trabalho voluntário e, como sempre, Walmir Cardoso envolve e contagia o público! 


Cinema Rodante

O Cinema Rodante tem como objetivo, proporcionar aos alunos da Escola Municipal Carmélia de Castro momentos únicos, agradáveis e interativos. A E.M Carmélia de Castro fica localizada a 45 km do Centro Cultural na fazenda Souza Lima (Zona Rural.) 

As sessões de cinema acontecem uma vez por mês nos períodos da manhã e tarde. Atendemos 145 crianças e jovens.

Os filmes exibidos na Escola Carmélia de Castro são escolhidos pela equipe do Centro Cultural em conjunto com as professoras, diretora e alunos da escola. As crianças e Jovens aproveitam o momentos do início ao fim das exibições. Todos, sem exceções, interagem e divertem-se com as sessões de cinema. Muitos vão até o educador, agradecem e já perguntam: “quando vai ser a nova sessão?”.


Cinema e equipamento Áudio Visual

O objetivo é proporcionar um espaço de lazer e propor filmes que façam as crianças e jovens pensar e ter uma leitura crítica do mundo cinematográfico. As sessões de cinema são realizadas no Anexo do Centro Cultural, atendendo as crianças e jovens da E.M José Avelino de Melo e comunidade da Fazenda Lambari.

Geralmente os filmes exibidos para os jovens são películas que surgiram a partir de livros. Neste caso, são realizadas Mediações de Leitura com os jovens e no fim da leitura exibimos os filmes.

Também atendemos as solicitações da E.M José Avelino de Melo com o aparelho de som para realizar eventos, como bingos beneficentes e Festas Juninas. 


Jogos        

O objetivo desta oficina é jogar, conhecer brinquedos populares e promover encontros entre pessoas de faixas etárias distintas. Os educadores disponibilizaram dentro do baú de brinquedos, uma cesta de “brinquedos populares” para que as crianças possam ter acesso a brinquedos tradicionais. Dentro dessa cesta foram colocados: Biboque, Jogo do Palito, Cinco Marias (cinco trouxinhas de pano), Bonequinhas de Pano, entre outros.

Jogos de estratégia como War, Damas, Xadrez, Can Can, Dominó, Cara a Cara etc. também são oferecidos aos participantes.

 Frequência: todos os dias.


Agroecologia

Agroecologia é uma atividade desenvolvida com uma parceria do Centro Cultural com a Escola Municipal José Avelino de Melo. Esta oficina tem como objetivo estimular crianças e jovens a cultivar alimentos de qualidade e sustentável.

Neste projeto estão inseridos os cuidados com os pomares da E.M José Avelino Melo anexo do Centro Cultural, o cultivo de hortaliças na horta que temos no anexo do C. Cultural e o cuidar de uma hortinha de ervas medicinais. É importante ressaltar que este projeto tem a colaboração de um motorista da Escola. As atividades desenvolvidas consistem em: preparativos da terra, fazer os canteiros, semear as sementes, plantar as mudinhas, regar e carpir os canteiros e cuidar dos pomares. Hoje temos um viveiro de mudas de árvores frutíferas, as mudas que são produzidas, são sementes que as crianças trazem de suas casas e as mesmas levam as mudas para plantar nas fazendas e sítios que moram.

Cultivar hortaliças é uma atividade que descontrai, desperta interesses e o resultado é rápido. As crianças e jovens desfrutam dos alimentos no lanche escolar, a comunidade da fazenda Lambari, os educadores do C. Cultural e professores também são beneficiados pelas hortaliças cultivadas pelas crianças de excelente qualidade e orgânica.


Museu Vivo

O objetivo dessa oficina é reconhecer a flora aos arredores do Centro. Cada participante tem a oportunidade de conhecer a árvore pesquisada com profundidade. 

Neste segundo ano de Oficina (2014), foram feitas as identificações das árvores aos redores do anexo com os Jovens do 6º Ano da Escola José Avelino.

Durante esta oficina os alunos realizam um mapeamento dos arredores e identificam as árvores. Depois são propostas atividades de pesquisa (internet, conversa com especialistas, filmes), registro das árvores estudadas e reflexão sobre questões ambientais. É uma oficina que gera conscientização sobre o entorno e que propõe o papel ativo do jovem frente ao meio ambiente. 


Formação espaço cultural Rancho Grande

O objetivo desta multiplicação é capacitar a equipe de educadoras do Espaço Cultural Rancho Grande para aprimorar o conhecimento com a leitura e literatura. Trata-se de oferecer um espaço de reflexão e planejamento sobre as atividades que exercem durante o cotidiano. Ao longo desses encontros mensais ocorrem discussões em torno da Literatura (qualidade dos livros, ampliação do acevo, encontro do público com os livros) e de ideias para as programações do Espaço.

Frequência: mensal